Seguidores

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Yemanja, - Ketu

Oi Mikaiá, oi Mikaiá, zelombamda, zelombimda de mamãe,
oi Mikaiá, zelombô
Zelomina de Mamãe iê oi Mikaiá ê
Kevê Kevê Kaiá, Kevê Kevê Kaiá
Ô Mamãe de Aruanda segura engoma Kevê Kevê Kaiá

pontos cantados yemanja

Odoiá! Yemanjá, minha mãe!
Odoiá! Yemanjá vem me ajudar.
Odoiá! Deixe eu entrar em suas águas?
Odoiá! Nas suas águas me banhar.


*********************

Iemanjá, olha a lua no céu brilhando,
E sete caboclas na beira da praia te chamando. Odoiá! (bis)
Odofiaba Iemanjá! Odoiá!
Olha a festa que fazem na baira do mar Mãe Sereia! (bis)


**************

pontos cantados de yemanja

mãe d'água mandou avisar
que hoje não pode pescar.
Pois hoje tem festa no mar.
E e e e e Iemanjá,
ela é, ela é a rainha do mar. (bis)
Traz pente , traz espelho,
o o o , pra ela se enfeitar o o o .

************

Traz flores traz perfume,
que vem da cor do mar.


***********
Iemanjá é uma Deusa,
é uma Rainha,
mas ela é dona das águas do mar
Odoiá, oh doce Iabá
Doce mãe, me ajude a trabalhar
***********

Mãe sereia,
Mãe sereia
me ajude a trabalhar
Quando eu vim passei na areia
Quando vou passo no mar.









yemanja pontos cantados umbanda

A água do mar rolou,
a água do mar rolou,
a água do mar rolou,
a água do mar rolou!
Saravá a rainha do mar,
saravá nossa mãe iemanjá.
Saravá a rainha do mar,
saravá nossa mãe Iemanjá,
mamãe Iemanjá.


*********

Eu fui a praia saudar Iemanjá,
e vi mãe sereia no fundo mar. (bis)
Linda arue, linda arua,
rainha das ondas sereia do mar. (bis)

***********

Iemanjá Sobá, samba mirere. (bis)
Samba mirere, oi mamãe,
Samba mirere.

pontos de yemanja







****************


O mar estava tão sereno noite de estrelas e luar.
Rosas brancas flutuando,
suave perfume chegando com a brisa que vinha do mar.
E radiante com seu diadema a brilhar.
Iemanjá sorrindo, entoava um canto lindo, caminhado sobre o mar.
O o o o odocia pra nossa mãe sereia , sereia do mar.
Deusa de tanta beleza, mãe do toda natureza, mãe de grandes orixás.
Os orixás têm Ogum, divindade e rei da guerra tem o Senhor Oxóssi,
rei da mata e caçador e do Sr Exu, ele que é dono da terra e grande
trabalhador.


**************************
  Outra versao


Hoje é dia de Nossa  Senhora
Da nossa mãe Iemanjá
Calunga ê, ê, ê, calunga á, á, á
Brilham as estrelas no céu
Brilham os peixinhos do mar
Calunga ê, ê, ê, calunga á, á, á

Iemanja

Iemanjá rainha das ondas sereia do mar
Iemanjá só canta bonito quando tem luar
Iê, Iemanjá
Iê, Iemanjá
Rainha das ondas sereia do mar
Rainha das ondas sereia do mar
Mas como é lindo o canto de Iemanjá
Faz até um pescador chorar
Quem escuta mãe d’água cantar
Vai com ela pro fundo do mar
Vai com ela pro fundo do mar


*********************
Eu vou levar, vou levar flores pro mar
Eu vou levar
Uma promessa eu fiz
Para deus me ajudar
Meu pedido atendeu
Eu prometi vou pagar


*****************************


Jogaram uma carga pesada pra cima de mim
Mas eu sou filho de Iemanjá
Não caio assim
Me olharam com os olhos atravessados
Pagaram promessas para atrasar meu lado
Iemanjá rainha do mar
Só ela quem pode me ajudar
Eu tenho minha cabeça feita
Não a mandinga que possa me derrubar
Saravá Oxalá
Não a mandinga que possa me derrubar
Saravá Iemanjá

yemanja , umbanda

Eu vou à Praia-Grande
Eu vou, eu vou
Levar buquê de rosas pra Iemanjá
Vou riscar ponto na areia, vou pedir a Mãe Sereia
Dona das ondas do mar
Que me cubra com seu manto, com a luz do seu encanto,
mil estrelas a brilhar


*********************************


Eu fui à praia
Saudar Iemanjá
E vi mãe sereia no fundo do mar
Linda aruê
Linda aruá
Rainha das ondas, sereia do mar
Linda aruê
Linda aruá
Rainha das ondas mamãe Iemanjá


**********************************
Mãe d'água é linda ela linda
Mãe d'água tem capital
Mãe d'água paga a dinheiro
Pra ver nós dois trabalhar

***************

Saia do mar linda sereia
Saia do mar venha brincar na areia
Saia do mar sereia bela
Saia do mar venha brincar com ela

eram duas ventarolas

Eram duas ventarolas,
Eram duas ventarolas que ventavam no mar
Se uma era Iansã ô êparrei
A outra era Yemanjá, odofiaba.

fiz um pedido


Fiz um pedido à mãe Sereia, Mãe Iemanjá
para nunca mais errar
Foi na areia, foi na areia
A lua lá no céu
Iluminou nosso lindo mar
A lua lá no céu
Iluminou nosso lindo mar
Sereia, Sereia do Mar
Oi Sereia, Sereia do Mar

Yemanja rainha do mar

Yemanjá é a Rainha do Mar
E o povo d'água é a linha de força maior
Yemanjá é a Rainha do Mar
E o povo d'água é a linha de força maior
Ô firma ponto mamãe, ô firma ponto mamãe
No fundo do mar, é ouro só, é ouro só...

yemanja

Botei o meu barco n'água pra ver ele navegar
Primeiro eu pedi licença a nossa mãe Yemanjá
Yemanjá
Yemanjá
Ela é quem manda nas ondas do mar.

yemanja

Ô Yemanjá, quando vem rompendo águas
Ô Yemanjá, quando vem rompendo águas
Quando vem rompendo águas Yemanjá
Mas é Sobá
Ô Yemanjá, quando vem rompendo águas
Ô Yemanjá, quando vem rompendo águas
Quando vem rompendo águas Yemanjá
Mas é Sobá

yemanja


Oh Iemanjá, senhora lá do aiê
Oh Iemanjá, venha nos ajudar, oh Iemanjá
Oh minha Mãe Iemanjá, com a sua luz divina
Venha nos ajudar, oh Iemanjá, oh Iemanjá
Rainha das águas sereia do mar, rainha das águas sereia do mar
Oh Iemanjá, oh Iemanjá

yemanja

Iemanjá, ah doce Iabá, Iemanjá hoje é seu dia que beleza
Salve a sereia do mar
Lá vou eu prá beira do mar
Levar flores prá Mãe Iemanjá
É a minha oferenda a rainha suprema do mar
Venha comigo irmão, vamos à beira do mar
É oito de dezembro, hoje é dia de Mãe Iemanjá
Venha comigo irmão, vamos à beira do mar
É oito de dezembro, vamos todos Saravá

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Salve 20 de janeiro, Salve Oxossi -Caminhos de Oxossi-

Filho de Yemonja e Oxalá é o deus da caça e vive nas florestas, onde moram os espíritos dos antepassados. Tem a virtude de dominar os espíritos da floresta.
Na África era a principal divindade de Ilobu, onde era conhecido pelo nome deYrinlé ou Inlé, um valente caçador de elefantes. Conduziu seu povo de Ilobu a guerra e os ensinou a arte de guerrear, permanecendo até hoje nesta cidade.
Ocupa um lugar de destaque nos Candomblés em Salvador, isto porque é o patrono de todos os terreiros tradicionais.
Oxóssi é o único Òrixá que entra na mata da morte, joga sobre si uns pós-sagrados, avermelhados, chamados Arolé, que passou a ser um de seus dotes. Este pó o torna imune à morte e aos Eguns.
Sendo ele um rei, carrega o Eyruquere (espanta moscas) que só era usado pelos reis africanos, pendurado no saiote.
QUALIDADES
YBUALAMO – É velho e caçador. Come nas águas mais profundas. Conta um mito que Ybualamo é o verdadeiro pai de Logun Edé. Apaixonado por Oxum e vendo-a no fundo do rio, ele atirou-se nas águas mais profundas em busca do seu amor.
Sua vestimenta é azul celeste, como suas contas. Come com Omolu Azoani. Usa um capacete feito de palha da costa e um saiote de palha.
INLE – É o filho querido de Oxoguian e Yemonja. Veste-se de branco em homenagem a seu pai. Usa chapéu com plumas brancas e azuis claro. É tão amado que Oxoguian usa em suas contas um azul claro de seu filho. Come com seu pai e sua mãe (todos os bichos) e tem fundamento com Ogunjá.
DANA DANA – Tem fundamento com Exu, Ossain, Oxumará e Oya. É ele o Òrixá que entra na mata da morte e sai sem temer Egun e a própria morte. Veste azul claro.
AKUERERAN – Tem fundamento com Oxumaré e Ossain. Muitas de suas comidas são oferecidas cruas. Ele é o dono da fartura. Ele mora nas profundezas das matas. Veste-se de azul claro e tiras vermelhas. Suas contas são azul claro. Seus bichos são: pavão, papagaio e arara, tiram-se as penas e se solta o bicho.
OTYN – Guerreiro e muito parecido com seu irmão Ogun, vive na companhia dele, caçando e lutando. É muito manhoso e não tem caráter fácil. Muito valente este sempre pronto a sacar sua arma quando provocado. Não leva desaforos e castiga seus filhos quando desobedecido. Usa azul claro e o vermelho, conta azul, leva capangas, roupas de couro de leopardo e bode. Tem que se dar comida a Ogun.
MUTALAMBO – Tem fundamento com Exu.
GONGOBILA – É um Oxóssi jovem. Tem fundamento com Oxalá e Oxum.
KOIFÉ - Não se faz no Brasil e na África, pois, muitos de seus fundamentos estão extintos. Seus eleitos ficam um ano recolhidos, tomando todos os dias o banho das folhas. Veste vermelho, leva na mão uma espada e uma lança. Come com Ossain e vive muito escondido dentro das matas, sozinho. Suas contas são azuis claras, usa capangas e braceletes. Usa um capacete que lhe cobre todo o rosto. Assenta-se Koifé e faz-se Ybo, Ynlé ou Oxum Karé; trinta dias após, faz-se toda a matança.
AROLÉ – Propicia a caça abundante. É invocado no Padé. É um dos mais belos tipos de Oxóssi. Um verdadeiro rei de Ketu. As pessoas dele são muito antipáticas. Jovem e romântico, gosta de namorar, vive mirando-se nas águas, apreciando sua beleza. Come com Ogun e Oxum. Veste azul claro, aprecia a carne de veado e é ágil na arte de caçar.
KARE – É ligado as águas e a Oxum, porém os dois não se dão bem, pois, exercem as mesmas forças e funções. Come com Oxum e Oxalá. Usa azul e um Banté dourado. Gosta de pentear-se, de perfume e de acarajé. Bom caçador mora sempre perto das fontes.
WAWA – Vem da origem dos Òrixás caçadores. Veste-se de azul e branco, usa arco e flecha e os chifres do touro selvagem. Come com Oxalá e Xangô, pois, dizem que ele fez sua morada debaixo da gameleira. Está extinto, assenta-se ele e faz-se Airá ou Oxum Karé.
WALÈ – É velho e usa contas azuis escuro. É considerado como rei na África, pois, seu culto é ligado, diretamente, a pantera. É muito severo, austero, solteirão e não gosta das mulheres, pois, as acha chatas, falam demais, são vaidosas e fracas. Come com Exu e Ogun.
OSEEWE ou YGBO – É o senhor da floresta, ligado as folhas e a Ossain, com quem vive nas matas. Veste azul claro e usa capacete quase tapando o seu rosto.
OFÀ – Não é qualidade, significa, “o arco e a flecha do caçador, sendo de Oxóssi o seu principal apetrecho”.
TÁFÀ-TÁFÀ - O caçador arqueiro, aquele que exímio atirador de flechas, é predicado que se diz de Òsóòsì.
ERINLÉ – É também um outro Oxóssi, que, a exemplo de Inlè, cujo culto também caiu no obscurantismo, acabando por tornar-se “qualidade de Oxóssi”.
TOKUERÁN – O caçador é quem mata a caça, diz-se da actuação do caçador.
OTOKÁN SÓSÓ – Embora muitas vezes seja citado como uma qualidade, não é qualidade, é um oríkì que significa o caçador que só tem uma flecha . Ele não precisa de mais nenhuma flecha porque jamais erra o alvo.
Título que Oxóssi recebeu ao matar o pássaro de Ìyámi Eléye. Não fazendo parte do rol dos caçadores que possuíam várias flechas, Oxóssi era aquele que só tinha uma flecha.
Os demais erraram o alvo tantas vezes quantas flechas possuíam, mas, Oxóssi com apenas uma flecha foi o único que acertou o pássaro de Ìyámi, ferindo-o com um tiro certeiro no peito.
Por essa razão é que ele não recebe mel, pois o mel é um dos elementos fabricado pelas abelhas, que são tidas como animais pertencentes a Oxum, mas, também às Ìyámi Eléye.
Então, é èèwò (proibição) para Oxóssi. Por essa razão também, é que se dá para Oxóssi o peito inteiro das aves, como reminiscência desse ìtàn.
Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...